Pensée du jour! - 6



-comam singelamente e vistam-se mais vezes de cor-de-laranja.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

A minha mulher odeia e eu também não gosto


(Angelina Jolie)

...dessas alturas em que por mais que a gente se esforce, e por mais que a gente precise, nada de verdadeiramente inspirador parece sair dos nossos neurónios para nos fazer terminar aquele projecto de Hotel para Miami, ou para fechar o orçamento sobre a proposta de compra da nossa ilha privada nas Maldivas, ou até para o último diálogo do próximo grande melodrama a ser oscarizado por Hollywood; ou, quem sabe, do manifesto que finalmente irá erradicar a fome do mundo e terminar com as pretensões dos americanos, chineses e russos de dominarem o mundo e deixarem essa tarefa para os islandeses.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

Viver a Vida!

O problema da Vida não é vivê-la, mas conseguir fazer com que cada colherada de morangos com chantilly traga a dose certa de cada um, de modo a não sobrar na taça mais de um e menos de outro e conseguirmos terminar o repasto a bem, sem que um deles fique chateado ou sozinho.

O equilíbrio, esse malandro!
Ah, o equilíbrio!...

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

work ricvisited





(interactividade para festivais de verão apoio RTP - 2006)


POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

O Papel Pardo

Desde que alguém inventou o papel pardo (que como toda a gente sabe coincidiu com o aparecimento da espuma de barbear em aerosol, facto que impediu o papel pardo de atingir o estrelato merecido) que eu não via uma coisa assim!

Eis que o mercado nos oferece, agora, papel metálico... pardo.
Podem não acreditar os petizes ou os incrédulos (nem até mesmo os 'heavy-users' do plástico, esses malditos), mas fala-se por aí que será a próxima grande mudança nas sociedades contemporâneas.

O papel pardo, como se sabe, foi o responsável pela queda do muro de Berlim - quando os soldados que marchavam ao longo do betão passaram a receber os rolos de carne em papel vegetal, isso ditou o términus, o fim, a grande apoteose que ribombou numa manifestação de apelo e urgência para restabelecer o papel pardo no seu devido lugar, isto é: na cimeira das prioridades de qualquer lista de governo ou mesmo de supermercado (afinal, ainda hoje técnicos procuram as diferenças, sem sucesso aparente). Os russos ainda tentaram inverter a situação, 'vendendo' o embrulho a vácuo como a melhor coisa do mundo. Mas ninguém foi em cantigas. Até porque nessa altura o 'tecnho' estava em alta.

Hoje, contudo, estamos num novo milénio. O papel pardo foi perdendo o seu peso e a sua influência fruto da emergência do digital. Mas acreditem os que não acreditam (e já agora, os que acreditam podem acreditar duas vezes, que não faz mal nenhum) que a primeira revolução deste século irá chegar.

Papel metálico pardo.
Eis o nome que todos irão lembrar.
Isto, claro, se não surgir uma nova maneira de espumar a cara para o barbear...

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 2 Comments

A minha mulher odeia e eu também não gosto...

(Alessandra Ambrosio)

...deste vento matinal que varre o quentinho do sol e nos expõe traumaticamente à gélida sensação de calafrios e resfriados e, pior que isso, destrói o que tão habilmente e tão criativamente construímos durante duas horas em frente ao espelho; a vida, contudo, tem não raras vezes o seu toque de ironia, e aqui e ali acontece que quem nos tenta destruir acaba, hélas!, por ser o portador das circunstâncias que mais reveladoramente exibem o nosso lado mais sublime.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

Canela

aos que como eu podem um dia vir a sofrer do temor causado pelos olhos esbugalhados de uma empregada zelosa de restaurante que vos diga: "Não comeis canela, que faz terrivelmente mal!"; a uma dessas, digam apenas:

- Vá à fava!


(busquem na web ou na enciclopédia lá de casa e vejam como só faz bem - muito bem, mesmo)

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 1 Comment

prazeres de uma vida



- comer um bom naco de pão fresco com a côdea estaladiça, por-lhe em cima um naco ainda maior de manteiga e devorar tudo em três tempos ao chegar a casa ao final da tarde.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

é verdade, mas é pena..



Por mais que tente, nada me consegue fazer ultrapassar esta vontade.
Por mais que me esforce, e por quase que lá chegue, na hora 'H' nunca resulta.
Por mais que pergunte, nunca ninguém me responde com um sim afirmativo ou um caminho...

...por mais que eu queira, a verdade é que não consigo mesmo agarrar os balões onde escrevem os nossos diálogos quotidianos e ir a voar por aí fora.

Por mais que custe, começo a acreditar que só servem para os outros nos lerem os pensamentos ou para nos ouvirem as perguntas e respostas. Depois, 'puf', rebentam como bolhas de sabão, como se nunca tivessem prestado para mais nada.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

Six Feet Under


Dizem que ela sempre sonhou ser de parar o trânsito.
Tudo o que conseguiu, contudo, foi pará-lo.
Tinha ainda poucos anos.
Era quase manhã e a noite tinha sido divertida.
A ambulância levava-a agora com os mesmos mil cuidados com que sempre sonhara ser idolatrada...

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

A minha mulher odeia e eu também não gosto...


(kelly monaco)

...deste calor terrível e em demasia! Deixa-nos assim como que a desidratar, malfadados pela péssima figura em que nos apresentamos nas reuniões quando o AC quebra sem aviso e completamente em desespero na busca de uma sombra ou uma simples e amena brisa. E depois, claro, há sempre quem não tenha pejo de achar que a época é boa, sim senhor, mas é para ir correr um bocado e queimar o dobro das calorias com o mesmo e repetido exercício de sempre.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

maniqueísmos

Há dois tipos de pessoas na vida:

- as que respondem à defesa
- e as que respondem ao ataque



Ainda assim, eu prefiro as que respondem atirando tartes !

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

best new band

NEKO CASE, "fox confessor brings the flood"-

Depois do eterno deleite que é ouvir "Illinois" de Sufjan Stevens, esta é a minha nova e rotineira boneca de trapos feita dos melhores restos dos melhores cobertores da nossa adolescência e juventude.

não percam.
mesmo.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

Pensée du jour! - 5

by JPC:

"Lisboa em Agosto é como Coca-Cola sem gás"

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

Pensée du jour! - 5


As noites para dormir seguem o percurso dos ossos: estagnaram, e a partir daqui é sempre a encolher...

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

work ricvisited






(cd art covers + songs for the one and only)

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

A minha mulher odeia e eu também não gosto...



(elisha cuthbert)



...de calor, de muito calor, de calor a mais, de calor que escalda e nos obriga a fazer figuras que outrora nos julgávamos incapazes de cometer, tudo em prol, claro está, desse equilíbrio, dessa Harmonia temperaturesca que nos permita, enfim, respirar de novo em paz -- calma e absolutamente em paz, serenidade e na mais amena tranquilidade.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments

Sabemos que estamos velhos quando...

...damos por nós a olhar uma toalha de banho com feitios e bonecos feitos em ponto de cruz e damos por nós a pensar - "ena, aquilo está bem interessante"

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments