Anúncios Google - Gadget Ads

Nasceram os gadget-ads, a nova forma da Google refrescar as chances de dar a ganhar dinheiro aos anunciantes e marcas e, claro, a si mesma. A gigante multinacional quadricolor mostra uma vez mais porque nesta área é imbatível.



Os gadget-ads usam os mesmos formatos que os anúncios gráficos tradicionais (e.g. 300px. x 250px.), mas a grande diferença é que passam a ser, nesse espaço, um quase mini-site. O anunciante pode incluir alguns menus e permitir que o utilizador faça back&forward de uma lista, veja um ou mais vídeos (já YouTube), etc.

Para o site que coloca publicidade, afirma a Google que as receitas serão nunca inferiores, e tem a vantagem de gerar menos 'abandonos' do site.

A ver vamos...

....................................................................................

Podem saber mais no blog Internet Marketing:
mktpt.blogspot.com ->

ou na Central de Ajuda do AdSense:
What are gadget ads and how do they work? ->

....................................................................................



POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , ,
DISCUSSION 0 Comments

www.operacao-triunfo.pt

Arrancou a 3.ª edição da Operação Triunfo. Desta feita o programa é (bem) apresentado pela Sílvia Alberto e o arranque já teve pontos positivos e menos positivos.

Como trabalho na RTP, sou suspeito. Mas creio que não deixa de ser um óptimo indicador (ao contrário do que aconteceu com as audiências na TV) o site da Operação Triunfo na RTP ter tido, logo na primeira semana, milhares de visitas. E se somarmos as outras tantas visitas ao fórum oficial da Operação Triunfo na RTP, então os números são ainda mais impressionantes.

Acresce a isto, contudo, alguma contradição: o que explica, então, que o programa na TV, na estreia, tenha ficado em 9.º lugar nesse dia? E apesar de tanta procura ao site da Operação Triunfo, porque o mesmo não está a acontecer já aos vídeos da Operação Triunfo 3 no Youtube?

Aliás, o que aconteceu com outros programas, em que as televisões como a RTP publicam os vídeos oficiais e logo outros utilizadores colocam as suas versões iguais dos vídeos, desta vez esse fenómeno não se verificou. Contudo, a procura ávida por informação nos sites e fóruns (oficiais e não oficiais), mantém-se.

A ver vamos, então, como irá tudo isto desenvolver-se nos próximos 3 meses...


Para ver o site oficial da Operação Triunfo 3:
www.rtp.pt/ot ->

Para ver o fórum oficial da Operação Triunfo:
www.rtp.pt/otf ->

Para consultar os vídeos dos diários e galas:
www.rtp.pt/ot/videos ->

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , , , ,
DISCUSSION 2 Comments

Design de garrafa

Se há uma coisa pela qual me babo sobremaneira, são embalagens, sobretudo essas que primam por já pertencerem à nossa história (Atum Bom Petisco, Coca-Cola, cerveja Sagres, ...).

Mas de entre vários produtos, alguns há que me atraem primordialmente, seja pelo trabalho gráfico, seja pela tradição, seja pela presença constante e diária à nossa frente. E talvez isto seja consequência de, eu tal como tantos de vocês, certamente, termos passado milhares de horas da nossa infância, ao pequeno-almoço, a comer os cereais e a ler as embalagens de leite e de cereais vezes e vezes sem conta.

Mas hoje falo, aqui, dos rótulos de garrafas de cerveja.


Depois das já famozérrimas Franziskaner e eteceteras, a última genial cerveja que bebi foi em Coimbra, no bar Garden - um dos poucos sítios que conheço com uma lista exclusivamente dedicada a cervejas, e nada pequena também.

Chama-se LEFFE, é belga e é estrondosamente genial. Não precisa ser bebida muito gelada e a versão turva bebe-se extremamente bem mesmo nas alturas do ano onde o tempo é menos caloroso. E foi agora, desta vez por puro acaso, que descobri esta König Ludwig, igualmente turva e também um portento de sabor, equilíbrio e claro: um trabalho gráfico no rótulo ao bom estilo bávaro, com brasão redobrado e sombreado e uma escolha acertadíssima no tipo de letra.


Deixo-vos aqui uma outra curiosidade: a de poderem observar como alguns rótulos se podem transformar levemente sob tonalidades diferentes de luz.


Para saber mais sobre a Leffe:
http://en.wikipedia.org/wiki/Leffe ->
www.abbaye-de-leffe.be ->

Para verem como "não, não sou o único" a achar a König um portento:
www.epinions.com ->
beeradvocate.com/beer ->

POSTED BY Ricardo Tomé
DISCUSSION 0 Comments

Sugestões Enólogas do Aprendiz: MALVASIA FINA Branco 2000


A última garrafa na estante, rótulo mal tratado, rasgado aqui e ali e acolá manchas das cacetadas do transporte, que esse malvadão percurso da cave até nossa casa sempre deixa mossa.

Mas valeu a pena.

Este Malvasia Fina Branco, de 2000, e oriundo de terras do Dão, tem aquele toque afoito e vivo, que nem sempre é a melhor coisa que se pode encontrar num vinho branco, mas aqui nem por isso deixa de constituir uma boa experiência. Aconselho, contudo, cautela no acompanhamento.


No rótulo (cliquem na foto) poderão ler o conselho de bebê-lo bem fresco ou até de guardá-lo até 5 anos. Tenho pena de não conhecer já este produto da Quinta dos Maias, porque acredito, de facto, que o tempo é que aprimoraria este vinho com a elegância devida e que, hoje, é ainda incapaz de provar.

Podem encontrá-lo a cerca de €4 euros ou um pouco mais.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , ,
DISCUSSION 0 Comments

Escrever Escrever Escrever

Perguntam-me várias vezes como consigo escrever de forma assídua em 3 blogs distintos de minha autoria. Desde logo, de facto, confirmo que três blogues criam uma questão logística: como 'criar' tempo no dia-a-dia já de si atafulhado de tempo em falta para ainda ter tempo para pensar-escrever-reescrever-publicar.

O que é preciso pensar, antes de mais, é na premissa de qualquer escriba: escrever sempre sobre algo de que se goste.

E em todos os meus blogues eu escrevo sobre coisas de que gosto, que me apaixonam ou revoltam, que me tocam. Depois disso, trata-se apenas de criar mecânicas que facilitem este trabalho - numa expressão: organizar-me.

Podem vocês mesmos criar os vossos esquemas: ir anotando tudo no caderno de ideias, ir compilando frases no notepad e depois ao fim de alguns dias reordenar essas ideias e publicá-las, etc., etc.

O facto é este: escrever sobre algo de que gostamos já é em si uma revisitação do prazer. E é essa a chave para se poder escrever e manter viva a chama de um site - gostar-se do que se fala mais do que falar, razão essa para muitos utilizadores ao longo dos anos terem criado blogues que depois acabam por deixar 'cair'.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , ,
DISCUSSION 1 Comment

Rádio Clube Português - slogan da estação de rádio

"Contado por nós, você acredita"

É assim que, diariamente, a estação de rádio recém reformulada pela Media Capital (Luís Osório e João Adelino Faria os nomes mais ligados à mudança) tem assinado as suas auto-promoções. Desde há 6 meses que o RCP - Rádio Clube Português tem vindo a querer marcar posição, e até já diz que se não ganhar 100 mil ouvintes nos tempos mais próximos é um desastre (Luís Osório dixit).

Vou, contudo, centrar-me na frase de promoção já referida acima.

Ora a jigajoga habilidosa de palavras e os trocadilhos, por vezes, dão nisto: o conceito e a mensagem que o RCP pretende passar são a de credibilidade, mas o resultado é que coloca no lado do ouvinte a credulidade.

O tom bem-disposto da voz-off tenta criar empatia e mostrar que isto afinal é apenas um trocadilho "inteligente" (sim, eu coloquei aspas), mas só adensa ainda mais a dúvida. Coloca-se a tónica no emissor (RCP), dizendo ao ouvinte que:
a) pode confiar cegamente no RCP (quando nos dias de hoje já ninguém confia cegamente sequer no cão, quanto mais numa das rádio por onde faz zapping no trânsito)
b) que por maior barbaridade que se possa um dia vir a dizer no RCP, o RCP conseguirá sempre convencer quem ouve de que aquilo é verdade.

Para além disso, a fraquinha frase traz implícita outra ideia- - - a de que só dá para acreditar se for contado no RCP, ora:
a) está portanto a dizer que as outras rádios não têm credibilidade nem poder de convencer ninguém
b) parece que os factos e a verdade não existem, antes são 'feitos' pelos que divulgam os factos (por vezes sabemos como isto é bem verdade, mas dizê-lo em voz alta e à boca cheia não cai bem a ninguém).

Ora qualquer pessoa sabe que factos são factos, verdades são verdades, e não será por serem contados por A ou por B que os factos deixam de ser boatos e passam a constituir factos. Quando se diz que "contado por nós, você acredita", está-se a dizer que "quando todos estão a contar a mesma coisa, só nós é que conseguimos fazer acreditar" - e desdobrando a mensagem desta forma podemos, portanto, perceber quão tortuosa é a premissa que está a servir de lastro a esta auto-promoção.

Ver site do RCP:
http://radioclube.clix.pt ->

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , ,
DISCUSSION 1 Comment

Click, Double-Click, Drag n' Drop, ...



Subscrevo inteiramente o post do N.G. sobre a qualidade dos ratos de computador, que deveria ser bem maior do que na maioria dos casos é e onde o importante não é se tem fio ou se não tem fio, mas a precisão e ergonomia do mesmo.

Para quem usa um 'mouse' diariamente, nada mais existe de tão importante (para mim, tão importante quanto a velocidade do CPU e a quantidade de memória). É quase como há uns anos a paranóia das canetas, fanatismo que agora só os altos executivos se vão preocupando em manter, pois quem pode amar uma Montblanc se a grande parte do dia (leia-se volume assustador de horas) é passada com um mouse agarrado à mão!?

Este Natal, portanto, digo adeus ao meu pimpolho Samsung e vou ter mesmo de me decidir por um Logitech decente ou per este acima Razer Copperhead.

Ver blog do N.G.:
http://nunogodinho.blogspot.com

POSTED BY Ricardo Tomé
DISCUSSION 0 Comments

POCOYO Série 2 - e quem sabe um dia o filme...



Em cima podem ver o filme de promoção à série 2 do Pocoyo - muito humor, um toque musical 'a la' Ocean's Eleven e, claro, uma data de referências cinematográficas para enriquecerem ainda mais a montagem deliciosa que já se pode ir vendo, e revendo, e revendo, e revendo...

A malta da Zinkia lá vai deixando o nosso Pocoyo e amigos crescerem a bom ritmo e agora até já vêm dicas no blog sobre o o início do desenvolvimento do projecto Filme - isso mesmo, 90 minutos inteirinhos com toda a malta do universo Pocoyo. Ainda é cedo, claro, mas é bom que comecem cedo, porque se o James L. Brooks e o Matt Groening levaram 10 anos para fazer os Simpsons, é mesmo melhor que nestas coisas se comece bem cedinho.
=)

Blog do Pocoyo:
http://pocoyo.blogs.com/pocoyo/

Site do Pocoyo (disponível em várias línguas):
www.pocoyo.com

Site da zinkia:
www.zinkia.com

POSTED BY Ricardo Tomé
DISCUSSION 0 Comments

Vídeos no Joost já têm Publicidade



Podendo ir vendo a evolução da plataforma do JOOST permite então que para além do YouTube possa ir descobrindo o que aí se faz em Tv, fora da Tv tradicional.

Anteriormente chamado de "The Venice Project", o JOOST (criado pela mesma dupla que criou o Skype e o Kazaa) tem agora mais canais, mais 'features' e mais melhorias, inclusive a nível de interface/usabilidade. E agora também tem publicidade.

Falta-me saber quantos utilizadores existem já por dia e, depois, aguardar, pacientemente, que venha o ano de 2008 e 2009 para ver o mundo mundar...

POSTED BY Ricardo Tomé
DISCUSSION 0 Comments

Comunidades


A imagem acima serve de ilustração para o estudo: "Creating & Connecting - research and guidelines on online social and educational networking" - do National School Boards Association (.PDF)

Dos 9 aos 17 anos, incluindo ainda os pais, o estudo aprofunda o peso e as formas que as comunidades sociais online têm nos dias de hoje, sobretudo junto de quem mais lhes adere - os jovens- e dos que com elas por arrasto convivem - os pais desses mesmos jovens.

Em síntese:
- partilha de música, vídeos e fotos é algo tão comum e rotineiro como escrever um e-mail
- a percentagem que cria e mantém um site pessoal já subiu para os 12%
- o facto anterior é ainda maior se estivermos a falar de blogs pessoais
- praticamente todos os professores incluem nos trabalhos actividades que dependem do acesso à internet (isto mantém-se mesmo em regiões de baixo poder socio-económico)
- problemas via online, como cyberstalking ou cyberbullying são muito menos frequentes do que alguma comunicação social e algumas polícias parecem fazer crer
- os alunos que dedicam grande parte do tempo a intervir nestas comunidades e que aí têm um papel activo são tidos como líderes dentro do grupo

Para ler o estudo:
"Creating & Connecting - research and guidelines on online social and educational networking" (.PDF)

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , , ,
DISCUSSION 0 Comments

Vídeo: Britney Spears "Gimme More" - MTV Music Video Awards 2007



Ainda não percebi bem o porquê, mas o vídeo com a abertura da edição deste ano do MTV Music Video Awards, onde podemos ver Britney Spears de regresso e em força com um novo single, tem sido apagado e banido da maioria dos sites de vídeo-posting-sharing de todo o globo.

YouTube, Vidmeter, DailyMotion ou até o ViralVideoChart, todos eles tinham o vídeo mas, à hora de hoje em que tentei ver, já todos tinham sido apagados entretanto. No próprio site da MTV o acesso a este vídeo em específico está bloqueado a pessoas fora dos USA...

Felizmente que a massa de gente que anda a colocar o vídeo é tal que, até para o próprio YouTube, se torna difícil apagar todos a tempo. Aproveitem para ver enquanto podem porque este vídeo que aqui coloco está no YouTube apenas há algumas horas, razão porque ainda não foi apagado; Enquanto estiver 'vivo', aproveitem.

Como notas:
a menina está de regresso com extensões (ou então muito Ácido Paramino-Benzóico), a escolha das vestimentas ao estilo Barbarella, pela editora e managers, vai mesmo no sentido de se provar que a estrela está bem e para isso basta ver bem o corpo todo ao detalhe (está lá quase, mas ainda falta, Britney...), karaoke não assumido, e um single engraçado, com repetição exaustiva do refrão.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , , ,
DISCUSSION 2 Comments

HARRY POTTER: and the Deathly Hallows - o final da série ou nem por isso?

Terminei o Harry Potter: and the Deathly Hallows. Pronto. A J.K.Rowling felizmente não me decepcionou (o anterior "Harry Potter: and the Half-Blood Prince" a dada altura estava ser uma valente 'estafa') e o final, bem, o final esse compete falar dele apenas entre quem o leu...



Para quem acompanhava as aventuras de Harry Potter desde o primeiro livro, tornou-se evidente que à medida que a fama de Potter crescia nos leitores do mundo fora, também o número de páginas de cada novo livro se multiplicava. Se os primeiros livros têm tudo em síntese e cativam porque essa síntese também ajuda a acelerar o ritmo, para o fim temos capítulos inteiros ou um livro como o já referido "Half-Blood Prince" que ali pelo meio me chegou a dar sono.

Mas nada disso acontece neste "HARRY POTTER: and the Deathly Hallows", onde as histórias encontram todas (ou quase) a explicação que desde há anos todos buscávamos e, no fim, a luta entre o bem e o mal e a vida ou morte de Harry Potter acabam num tremendo.....

..a-ha! queriam que eu revelasse, hum!?

Nada disso.
Apenas deixo a minha nota pessoal de que nunca, em altura alguma, dado o mundo em que vivemos, duvidei que o final fosse o que foi. Ou melhor, o meio-final. Pois que num mundo repleto de interesses e em que qualquer arte é já mais indústria do que arte, algum dia se fecharia a sete chaves um filão destes? Era de todo impossível. Contudo, J. K. Rowling acaba por fazê-lo com alguma arte e (muita) subtileza (ou fineza). Mas é apenas uma questão de alguns anos, até voltarmos a ter manchetes a revelar que "Vem aí o Novo Harry Potter".

E como isto nunca foi arte e sempre foi entretenimento, por mim, venham mais sete!

POSTED BY Ricardo Tomé
DISCUSSION 0 Comments

Sugestões Enólogas do Aprendiz: QUINTA DA ESPERANÇA Tinto 2004



Este alentejano aparece destacado no Pingo Doce com rótulos de prémios e mil recomendações , para além do que já vem no rótulo. De facto, o marketing impele a que a publicidade use estas dicas para que o consumidor tenha uma ajuda. Mas já todos comprámos coisas (vinhos e não só) premiadas com as quais depois não ficamos grandemente satisfeitos.

No que toca ao palato, a meu ver, isto é ainda mais crítico, e ainda mais com vinhos, porque o consumidor pode tê-lo quente ou frio demais, pode ser um apreciador de vinhos por tradição oposto ao que está a provar, pode acompanhar com um prato nada indicado, etc. E assim, aquele rótulo de vinho premiado pode injustamente ser retirado no mesmo instante que alguém prova o vinho, e nalguns casos justamente, noutros nem por isso.

A mim, neste caso do Quinta da Esperança, fiquei convencido quanto ao valor do vinho: afoito, com um teor frutado e bem marcado. Mas não fiquei fã.


Para mim, portanto, por ser um vinho com um temperamento destes, não é o que considero o 'meu tipo de vinho', porque normalmente cansam ao fim do primeiro copo, não trazem mais nada do que esse primeiro impacto cheio de energia e esgota-se o interesse com o passar das horas. Mas sei reconhecer que estou perante um vinho interessante; não fabuloso, mas de facto com uma relação qualidade-preço bastante simpática.

Para quem acima de tudo priveligie os alentejanos, e os vinhos alegres, jovens, desenvoltos e atrevidos, com bastante toque frutado e que se vincam bem na boca, acho que pode aproveitar e dar rapidamente um pulo a uma superfície da Sonae, ao Pingo Doce ou ao Corte Inglés; deve andar em todos por volta dos €5.

Para os restantes, toca a procurar novas experiências enólogas!


Site do produtor Encostas de Estremoz:
www.encostasdeestremoz.com ->

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , ,
DISCUSSION 0 Comments

Sugestões Enólogas do Aprendiz: QUINTA DAS HIDRÂNGEAS Tinto 2003

Bem-vindos a um vinho tinto, do Douro, colheita de 2003 e que de tão limado e equilibrado até custa a crer, face ao que se falava há uns anos atrás sobre a rudeza dos vinhos tintos das encostas do Douro.


Nada disso aqui. Um vinho delicado, sublime e encantador. Digo desde já que é óptimo para acompanhar pratos de tempero menos fortes ou umas valentes fatias de pão da vila, um prato de queijos e mais uns chouriços da Beira.

O teor alcoólico está no ponto; bem controlado, nada intrometido, e sem aquela 'pancada' imediata após dois ou três tragos. Aliás, acompanhem com ele um prato de carne e é um vinho que dá todo o espaço ao prato que estamos a comer, sem que no fim haja qualquer impacto exagerado pelo álcool (ok, depende: se cada um beber uma garrafa, já não digo nada...).


Extremamente polido, suave e elegante. É um tinto que recomendo vivamente, sobretudo para quem seja apreciador de vinhos calmos, serenos mas cheios de volume. Entre €7,5 e €10 (só descobri o preço via "Os Vinhos", pois a prova deu-se em casa de familiares) não posso dizer que seja o mais indicado a bolsas mais comedidas como a minha, mas se virem que preferem levar uma boa garrafa em vez de duas médias, eu acho que vale bem a experiência.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , ,
DISCUSSION 0 Comments

Britney Spears regressa à música nos MTV Video Awards

A Britney Spears está de volta.
Quem o confirma e divulga é a própria MTV no seu website, aproveitando ainda para impusionar mais o 'hype' em volta dos "2007 MTV Video Music Awards".

Wow! E agora onde é que isto irá parar? Assim sendo, muito mais estrelas na decadência aproveitarão o regresso de Britney Spears para também eles recuperarem fôlego e regressarem. E isto não é necessáriamente mau. O problema é que se os americanos têm a Britney Spears, nós temos a Elsa Raposo...

Ler todo o artigo na Mtv:
"Britney Spears To Open 2007 MTV Video Music Awards: It's Official!"

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , , ,
DISCUSSION 0 Comments

Röyksopp - ou como a infografia consegue ficar tão bem na música



Quem gosta de música e espreita a Mtv nos sábados bem para lá da meia-noite sabe como são os videoclips dos Röyksopp. Combinando ideias simples com uma implementação gráfica que assume então o comando das operações, a colecção de vídeos deste duo norueguês é de babar, para quem gosta de inovação e qualidade gráfica,

Site oficial dos Röyksopp:
www.royksopp.com ->

All Music Guide:
Discografia e Reviews aos álbuns dos Röyksopp ->


(via Índica)

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , , , , , ,
DISCUSSION 0 Comments

Séries de TV - CSI, Heroes, Prison Break, Weeds, Californication

Já se podem ver algumas das melhores séries de TV do momento: CSI, Heores, Weeds, etc.
Bem, podem ver-se as promoções das séries e do que de novo vão trazer na rentrée, já a partir de Outubro. As principais estações de televisão americanas associaram-se ao YouTube e criaram assim uma página própria para o efeito, em "www.youtube.com/tv".

O teaser de Prison Break (bem fresquinho - só tem ainda 1 dia!) ou a interessantíssima série "Californication" destaco desde já. Mas há mais séries de TV para espreitarem e começarem desde já a babar e aumentar o apetite.

"Fall 2007 TV Preview":
"www.youtube.com/tv" ->

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , , , ,
DISCUSSION 0 Comments

Video-Vigilância e Direitos dos Cidadãos

Esta semana de manhã ouvi na rádio (TSF ou RCP, não recordo) um dos senhores responsáveis pela Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) falar sobre o facto de cada vez haver mais escolas a pedirem video-vigilância, não só nas entradas e saídas das escolas, mas também para salas de aula, por causa de casos de violência e roubo por parte quer de pessoas externas à escola, como internos (alunos, funcionários, etc.).

Ora disse o dito senhor que isto era um tema delicado e que se para os exteriores da escola tal não apresentava celeuma, já deixarem colocar câmaras nas salas de aula, nem pensar! A liberdade em primeiro lugar! Contudo, deu como brilhante exemplo o caso do Instituto Superior Técnico. Aí, dizia ele, tiveram que abrir uma expcepção. É que disseram os senhores do Técnico que nalgumas salas tinham equipamento de elevadíssimo valor e que era urgente vigiar.

Ora e o que disse o dito senhor da CNPD?
Adivinharam: pesando os factores lá tiveram que ceder e deixar colocar as câmaras de video-vigilância. Afinal, eram equipamentos caríssimos...

Conclusão:
Caros pais, afinal, temos solução:
01. comprarmos equipamentos caríssimos e colocar-mo-los dentro das salas de aula
02. escrever ao CNPD, alegando que temos nas salas da nossa escola equipamento humano de elevadíssimo valor - cerca de 30 cabeças por sala a cerca de 1 milhão de euros a cabeça = 30 milhões de euros por sala. Assim, já poderemos colocar as ditas câmaras. Afinal, são equipamentos caríssimos e que não desvalorizam!

Enfim, o que aqui alego nesta paródia não é que a liberdade de professores e alunos não esteja em primeiro lugar, antes o raciocínio a meu ver bacoco quando o valor material suplanta o humano: "Se na sala estão máquinas de 100 mil contos, tudo bem, ponham as câmaras!".

Os problemas de roubo e violência nas salas de aula não se resolvem com câmaras, mas optar por deixar colocá-las com base na existência ou não de equipamentos informáticos tendo esses maior peso decisivo do que o valor humano é, para mim, no mínimo triste...

POSTED BY Ricardo Tomé
DISCUSSION 0 Comments

GOOGLE, GOOGLE, GOOGLE

Como já formalmente anunciado no Google Press Center, a publicidade da Cnn.com será gerida pela Google.

É mais um grande grupo que assina um acordo deste tipo (Fox Media e Washington Post haviam sido já anterior contratos mediáticos) com o gigante Google e que vem cimentar ainda mais os receios de um monopólio. Como diria o meu amigo Pedro, "já hoje quando a Google se engasga a net fica mais lenta, com todos os sites que já têm produtos Google subscritos e implementados a ficarem eternamente em 'loading...', 'loading...', 'loading...' ".

Resta-me agora esperar e ver como ficará a questão da pesquisa no site da Cnn, que actualmente está entregue à rival Yahoo!...


Ler o press release oficial:
"CNN.com Inks Multi-Year Advertising Agreement with Google"

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , , , ,
DISCUSSION 0 Comments