Design de garrafa

Se há uma coisa pela qual me babo sobremaneira, são embalagens, sobretudo essas que primam por já pertencerem à nossa história (Atum Bom Petisco, Coca-Cola, cerveja Sagres, ...).

Mas de entre vários produtos, alguns há que me atraem primordialmente, seja pelo trabalho gráfico, seja pela tradição, seja pela presença constante e diária à nossa frente. E talvez isto seja consequência de, eu tal como tantos de vocês, certamente, termos passado milhares de horas da nossa infância, ao pequeno-almoço, a comer os cereais e a ler as embalagens de leite e de cereais vezes e vezes sem conta.

Mas hoje falo, aqui, dos rótulos de garrafas de cerveja.


Depois das já famozérrimas Franziskaner e eteceteras, a última genial cerveja que bebi foi em Coimbra, no bar Garden - um dos poucos sítios que conheço com uma lista exclusivamente dedicada a cervejas, e nada pequena também.

Chama-se LEFFE, é belga e é estrondosamente genial. Não precisa ser bebida muito gelada e a versão turva bebe-se extremamente bem mesmo nas alturas do ano onde o tempo é menos caloroso. E foi agora, desta vez por puro acaso, que descobri esta König Ludwig, igualmente turva e também um portento de sabor, equilíbrio e claro: um trabalho gráfico no rótulo ao bom estilo bávaro, com brasão redobrado e sombreado e uma escolha acertadíssima no tipo de letra.


Deixo-vos aqui uma outra curiosidade: a de poderem observar como alguns rótulos se podem transformar levemente sob tonalidades diferentes de luz.


Para saber mais sobre a Leffe:
http://en.wikipedia.org/wiki/Leffe ->
www.abbaye-de-leffe.be ->

Para verem como "não, não sou o único" a achar a König um portento:
www.epinions.com ->
beeradvocate.com/beer ->

POSTED BY Ricardo Tomé
DISCUSSION 0 Comments