Gestão de Conteúdos ou Gestão de Marcas? Qual a primeira verdadeira preocupação para a web?

na grande maioria dos casos, o que ainda hoje temos é a transposição das marcas dos restantes meios para a Web. Muitas das vezes, do mesmo grupo, canibalizando-se até. Todos temos feito o mesmo – experimentado, testado, aproveitado o capital de credibilidade, relevância e a atracção automática de uma audiência fiel como garante de um mínimo de sustentabilidade. Mas fará isto ainda sentido, lato senso? Porque simplesmente os conteúdos já estão feitos e disponíveis, deverão as marcas estar na Web, todas elas, simplesmente porque sim, porque é possível, porque há ‘espaço’? Não deveriam as empresas também dedicar a mesma preocupação em criar marcas na Web como fizeram para criar uma marca para a imprensa, a rádio ou a tv? Ou pelo menos equacioná-lo mais vezes? Porque todas as marcas se atiram para a Web misturando-se muitas vezes caoticamente no seio do mesmo grupo? Será apenas para não frustrar os subscritores a irem ao Google e descobrirem que a sua marca, afinal,  não tem site e não pode assim encontrar as peças que lê/ouve/vê no meio original?

Grupos de comunicação social detêm por vezes dezenas de marcas. E esta riqueza é também um desafio. Eu diria aliás: o desafio.

podem ler o artigo completo no link acima do Cibertransistor.
;)

Posted via email from rictome

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 2 Comments

2 Responses to : Gestão de Conteúdos ou Gestão de Marcas? Qual a primeira verdadeira preocupação para a web?

  1. More Bananas says:
    Este comentário foi removido pelo autor.
  2. More Bananas says:

    Olá sou a Andreia Peres, tenho e um blog chamado "gimmemorebananas.blogspot.com", é um blog onde ponho os trabalhos das pessoas que me inspiram, sendo este um blog com ilustrações, fotografia, curtas-metragens, musica, filmes, ... Penso que é capaz de gostar.