Olimpíadas da Imprensa

100M
JORNAL PÚBLICO - o jornal Público conseguiu descobrir e publicar online uma notícia em apenas 1'12'' ; com este resultado suplantaram mesmo a agência Lusa, onde um atraso nas redes informáticas levou a mesma notícia ao site em apenas 1'14''

Maratona
24 HORAS - pela primeira vez, o jornal 24 HORAS ultrapassou a publicação semanal GRANDE REPORTAGEM; o diário conseguiu preencher 12 páginas e ainda um dossier exclusivo sobre a vida de José Castel-Branco, enquanto a G.R. preencheu "apenas" 8 pags. com tudo sobre os eventuais perigos sísmicos a ocorrer em Lisboa.

A revista CARAS, por seu lado, lamentou que a prova tenha decorrido antes da saída do seu próximo número, onde espera dedicar 80% do seu espaço ao casamento entre Pedro Miguel Ramos e Fernanda Serrano. A organização das Olimpíadas defendeu-se, contudo, afirmando que se F.Serrano descobrir tudo sobre o noivo antes do casamento, a Caras apenas poderia ter 80% de folhas em branco, desqualificando-a imediatamente...

ESGRIMA
RECORD - As Olimpíadas deram a medalha de ouro, nesta edição, ao jornal "RECORD"; o seu opositor, o desportivo "O JOGO", não conseguiu contrariar todos os argumentos do RECORD; segundo palavras da própria organização olímpica, o RECORD conseguiu suplantar os interesses desportivos e dos seus próprios públicos e esgrimir tudo o que fez apenas com base nos seus interesses comezinhos e pessoais contra a publicação rival.

LANÇAMENTO DO DARDO
O INDEPENDENTE - pela enésima vez consecutiva, o jornal O INDEPENDENTE passa à frente de todas as publicações da praça, no que toca a lançar reptos e acusações bajulatórias e muitas delas infundadas; nos últimos 4 anos, O INDEPENDENTE conseguiu injuriar e caluniar cerca de 8000 pessoas, ultrapassando assim em 450 pessoas o seu mais directo rival, o também semanal "TAL & QUAL"




POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments