Detergentes!

Há uns séculos atrás, o mundo habitava um clima de horror, caos e tragédia. E não era para menos. Veja-se o temível acto de lavar as mãos.
Quase ninguém lavava as mãos.
Para quê?! Logo a seguir ficavam sujas! Podia-se até passar as mãos por água mas... onde limpar a seguir!? Às calças cobertas de pêlo de cavalo, ao cobertor pousado na carroça desde sempre...

Podem-se estar a rir desta afirmação, mas ela é fundada nas mais recentes e inovadoras teses sociológicas.
Perceba-se:
hoje faz sentido lavar as mãos; Depois de as lavarmos, tudo o que tocamos é limpo. A secretária de trabalho é limpa todos os dias com Ajax misturado com fungicida, as nossas roupas são lavadas todas as semanas com glutões infalíveis, temos sabão por todos os lados! A nossa existência é rodeada e definida por dezenas de produtos de limpeza. Até quando acabamos a refeição nos dão aquelas toalhitas húmidas com perfume de limão.

Mas há séculos atrás não era assim.
Convivia-se com a comunidade bacteriana de forma natural.
Quando alguém adoecia, paciência. Azar. Calhava a todos...

Hoje o mundo é um lugar muito diferente para viver.
Hoje sentimo-nos mais seguros.
Os países árabes podem planear atacar-nos com ogivas nucleares. Rajadas de mísseis terra-terra podem estar neste momento apontadas para nós. Todo o arsenal bélico dos fundamentalistas mais atrozes pode estar a ser reforçado. Isso não importa. Nós temos a Procter&Gamble! Nós temos a Lever! Nós temos um progresso científico imbatível no campo dos detergentes!

Eles podem-nos bombardear à vontade.
Que o façam.
Temos todo o tipo de detergentes possíveis e imaginários.
Atingimos o máximo no campo da segurança higiénica.
Podemos afirmar, inabaláveis, que estamos muito perto da imortalidade.
Esses malvados terroristas podem descarregar em cima das nossas cabeças a totalidade dos seus explosivos - não há problema: nós temos todos os meios necessários para limpar toda a porcaria que fizerem.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments