Escrita Criativa


Às vezes perguntam-me o que é a escrita criativa.
A resposta não é fácil.

É que a escrita criativa não tem nada a ver com estruturar ideias. Muito pelo contrário. Porque é daquelas coisas que só os tipos que nunca sabem tirar as meias dos pés como deve ser, sabem fazer. E esses tipos sabem fazer tudo, menos estruturar ideias e tirar as meias dos pés como manda a lei.

A sério.
Deve haver alguma tese sobre isto bem mais fundamentada. Mas no fim, esse crânio e eu estaremos intimamente ligados pela mesma conclusão: gajos que escrevem criativamente bem são aqueles gajos que se trocam por completo no que toca a pares de peúgas.
Gavetas cheias delas onde metade não está com o par certo; quedas bailarínicas enquanto tais escribas tentam tirar as ditas das patas; bolas de algodão amarfanhadas e disformes, espalhadas pelos recantos escondidos da casa no percurso entre a cama do quarto e o cesto da roupa...

São assim os criativos da escrita: loucos, aluados, perdidos no seu mundo único!

Assim, sublinhe-se: escrita criativa é não saber tirar as meias, não saber lavá-las, e sobretudo, não saber de uma delas quando já se calçou a outra (após se ter repetido o mesmo para todos os pares na gaveta funda...).

Deste modo, se algum dia um jovem empregado ou colega vosso chegar atrasado e usar o argumento de que esteve a arrumar a gaveta das meias para poder encontrar o par delas todas - sorriam, e digam-lhe que "tudo bem!".

Afinal, vocês estão na presença de um génio.

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments