Sugestões Enólogas do Aprendiz: ESTEVA 2003 (Tinto) - Douro

Um vinho tranquilo, sem grande chama, mas com alguma elegância e algum corpo, e como dizem os próprios pais: versátil.

Decidi-me pela compra não só pela Casa que lhe está por trás (Ferreirinha) como pela região (Douro) como por experimentar mais um vinho do grupo Sogrape.



Não posso dizer que me tenha dado mal. Por nem bem €4, podemos saborear um vinho agradável e cujo equilíbrio conseguido, para o preço, está de acordo com a restante concorrência. Apesar do bom nome de quem o faz, não é ainda assim um vinho que faça jus, mas podem avançar na compra se pretendem uma garrafa para um jantar de amigos e não para um jantar mais especial ou uma longa conversa de memórias, para ir acompanhando as histórias e também (claro) os pães e queijos e demais coisas boas.



Como os próprios fabricantes aconselham, foi "idealizado para um consumo jovem". E portanto não confundam isto (como ouvi dizer) para um público jovem. Bebam-nos à vontade sem perspectivas de amadurecimento nas vossas caves. E como boa nota, também, segue o facto de ao fim de 2 dias ainda se beber razoavelmente bem.


Como genialmente a SOGRAPE faz para todos os vinhos no seu site, aqui seguem as notas (que a meu ver deveriam ser obrigatórias em todos os vinhos, nem que apenas nos sites) sobre a vindima e vinificação:

Vindima e Vinificação
O ano vitícola de 2003 ficou marcado por um Inverno anormalmente frio, ao que se seguiram algumas trovoadas em Agosto, muito benéficas para a qualidade e dimensão dos cachos. As uvas seleccionadas e vindimadas à mão foram vinificadas na adega da Quinta do Seixo com apurada tecnologia. Após suave desengace e esmagamento, as uvas fermentaram em cubas de inox, com remontagem e maceração das películas, sob temperatura controlada de 28ºC. Depois da maceração, seguiu-se a fermentação maloláctica que decorreu nas melhores condições.


Site Sogrape:
www.sogrape.pt ->

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN , , ,
DISCUSSION 0 Comments