Ar forçado


Há uma questão que me intriga. Aliás, sempre intrigou.

Quando eu era mais puto, adorava andar de carro com o meu pai. Mas havia algo que me fazia coçar a cabeça: no Inverno, com o frio, o meu pai ligava o aquecimento no carro no máximo para desembaciar rapidamente os vidros. Umas vezes abria também as janelas, para deixar entrar ainda mais ar e desembaciar os vidros mais depressa; mas a maior parte das vezes deixava os vidros fechados, e ali ficavam as ventoinhas no máximo, a puxar ar lá de fora e a mandá-lo já quentinho para dentro do carro.

O que eu ainda hoje não percebo, enquanto faço exactamente a mesma coisa, é isto: se eu tenho os vidros fechados e estou constantemente a meter ar dentro do carro, como é que ao fim de uma boa meia-hora o carro não levanta como um balão!? ou, simplesmente, não rebenta, como uma bola de sabão!?

POSTED BY Ricardo Tomé
POSTED IN
DISCUSSION 0 Comments